ter., 25 de fev. | SESC Ribeirão Preto

Balancê

Amante deste carnaval que conhece de perto desde criança, a cantora Fabiana Cozza propõe um resgate do baile à fantasia e da atmosfera e a alegria dos salões carnavalescos de antigamente.
A inscrição está fechada
Balancê

Horário e local

25 de fev. de 2020 15:30 – 17:30
SESC Ribeirão Preto, R. Tibiriçá, 50 - Centro, Ribeirão Preto - SP, 14010-090, Brasil

Informações

Contar a história das marchinhas é de certa forma narrar a história do Carnaval brasileiro. Sucesso desde o início do século XX, as marchinhas ganharam mais força em meados da década de 20, começo dos anos 1930, com a consolidação do Rádio no Brasil e a popularização dos discos. Intérpretes como Carmem Miranda, Francisco Alves, Silvio Caldas, Mário Reis entre outros tornam-se responsáveis por temas que ainda hoje povoam o imaginário popular e que são recorrentes no Carnaval que acontece de norte ao sul do país atraindo um público de diferentes faixas etárias.

Amante deste carnaval que conhece de perto desde criança, a cantora Fabiana Cozza propõe um resgate do baile à fantasia e da atmosfera e a alegria dos salões carnavalescos de antigamente. Acompanhada por uma banda com cinco músicos (violão, baixo, cavaquinho, percussão e sopros) o projeto foi batizado como "Balancê", título homônimo da canção escrita por João de Barro e Alberto Ribeiro.

A pesquisa compreende mais de 30 canções cujos compositores tornaram-se ícones do cancioneiro nacional como Braguinha, Joubert de Carvalho, Lamartine Babo, Zé Ketti, Luis Antônio, Haroldo Lobo, Antônio Nássara entre outros. Clássicos como "O teu cabelo não nega", "Pegando fogo", "Quem sabe, sabe", "Máscara negra", "Aurora", "Hino do Carnaval Brasileiro", são alguns dos temas a serem apresentados.

O espetáculo tem início com o grito de "Ó Abre Alas", de 1898, escrita por Chiquinha Gonzaga. As canções avançam no tempo e chegam à década de 80 com compositores contemporâneos como Moraes Moreira e Caetano Veloso.

Compartilhe